Multas em Estrada: Quais são as mais comuns?

Dirigir em estradas é uma situação frequente para os motoristas brasileiros, seja para se locomover para o trabalho no dia a dia, seja para uma viagem em um feriado prolongado. Por serem movimentadas e com histórico de acidentes, é comum que elas sejam bem monitoradas através de radares, câmeras e fiscais.

Receber uma multa em estrada de vez em quando não é incomum, principalmente ocasionada por alguma distração. Por isso, hoje vamos conhecer 4 multas em estradas comuns para você ficar preparado para qualquer situação.

Excesso de velocidade

Multas em Estrada: Quais são as mais comuns?

Multas em Estrada: Quais são as mais comuns?

Rodovias amplas, vazias e com retas intermináveis instigam muitos motoristas a pisarem mais no acelerador do que são permitidos. Não à toa essa é a campeã das infrações de trânsito, se você ainda não cometeu, provavelmente já viu um carro te ultrapassar mesmo quando você estava no limite do autorizado.

Se a velocidade for até 20% a mais que o permitido é infração média, com multa de R$130,16 e 4 pontos na CNH. Entre 20% e 50% a mais se torna grave, custando R$ 195,23 e 5 pontos na carteira. Ultrapassando mais de 50% do limite a multa é gravíssima, pesando R$ 880,41 (fator multiplicador x3), 7 pontos na CNH e apreensão imediata da habilitação.

Uso incorreto do farol

Mesmo dois anos após a instituição da nova lei do uso de farol nas estradas, muitos ainda erram na utilização, por falta de costume ou conhecimento. A lei determina que é obrigatória a utilização de farol baixo (ou luz diurna de LED) em rodovias estaduais e federais (incluindo as que cortam as cidades) ou túneis mesmo durante o dia.

O descumprimento gera infração média, custando R$ 130,16 e 4 pontos na CNH. Vale lembrar que existem outras infrações de uso indevido, como usar farol alto em vias iluminadas (leve) e dirigir com farol desregulado ou com luz alta (grave). A multa só é válida se houver sinalização adequada na via, mas na dúvida é importante ficar atento.

Ultrapassagem no acostamento

Multa típica em rodovias congestionadas, aquela faixa “livre” pode ser tentadora para quem está com pressa. Tentar ultrapassar pelo acostamento consta de infração gravíssima, valendo 7 pontos na carteira e uma multa de R$ 1.467,35 (multiplicador 5x).

O acostamento é permitido para embarque/desembarque de passageiros, para entrar/sair de áreas próximas a rodovia, para esperar para fazer conversão ou retorno e para parar o veículo em caso de necessidade. O não cumprimento das leis nessas circunstâncias também configura infração de leve até grave.

Utilização do celular ao volante

Quem nunca sentiu vontade de responder uma mensagem no celular rapidinho enquanto está no volante? Pois essa ação, mesmo quando o veículo está em um congestionamento ou no pedágio, é uma transgressão da lei.

Desde 2016, dirigir enquanto uma das mãos para manusear um celular é infração gravíssima. A multa custa 7 pontos na CNH e R$ 293,47. A utilização do aparelho só é permitida fixada no painel ou para-brisa e usada como GPS.

É essencial ter conhecimento sobre essas e outras leis de trânsito para evitar cometê-las e ver o bolso e a habilitação pesarem. Mas nem sempre as multas em estradas são justas e recorrer pode ser a sua salvação. Para saber como recorrer adequadamente, baixe o e-book gratuito e inscreva seu e-mail para receber dicas e orientações sobre esses procedimentos.

Avaliar postagem

Ebook Grátis. Descubra aqui Como fazer seu recurso de multa do Zero, e aumentar suas chances em 72% de cancelar aquela Multa de Trânsito indevida. Inclui modelo de recurso grátis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *